O QUE É COR?

A cor não é uma matéria, algo tangível, mas é algo que nosso cérebro interpreta de um certo efeito de radiação eletromagnética – ou luz – que é recebido pelos nossos olhos. Uma onda, que é por onde a luz se propaga, é a distância entre dois picos, de maneira em que o comprimento de uma onda influencia nos diferentes tipos de cor.

Por meio das cores, conseguimos compreender melhor a dimensão das coisas e do universo ao nosso redor. As cores expressam sentimentos e transmitem emoções, além de influenciar em nosso comportamento, de maneira que o significado das cores faça este tipo de compreensão.

As cores primárias – vermelho, amarelo e azul – são assim chamadas por não serem provenientes da mistura de nenhuma outra cor. As cores secundárias – laranja, verde e violeta – são o resultado da mistura entre duas cores primárias. As cores terciárias são a mistura entre uma cor primária e uma cor secundária. A partir destas cores, percebemos várias nuances, tons e escalas que são aplicadas de diversas maneiras. As cores quentes representam o calor, o fogo ou a luz; as cores frias representam o frio e a água e as cores neutras são compostas das cores cinza e marrom. Já as cores complementares são as que apresentam mais contraste entre si, quando mesclamos cores primárias opostas do círculo cromático, resultando em tons de cinza.

cores

tipos de cores

Todas as cores apresentam três características distintas:

teoria das cores

TEORIA DAS CORES

O fenômeno das cores começou a ser analisado por alguns estudiosos há muito tempo atrás. Isaac Newton associou a luz do sol nas cores de um arco-íris por meio de um prisma, o qual se formou um arco-íris contendo a luz branca. O físico realizou um experimento com um prisma de vidro polido e um orifício que ele fizera em uma janela, de maneira que um feixe de luz solar atravessasse o orifício e atingisse o prisma. Ele chamou de spectrum o conjunto de cores provenientes da luz branca do sol dispersa no prisma e sendo transformada em um arco-íris.

tipo de cores

A partir de Newton, muitos outros estudiosos se interessaram pela análise e estudo das cores e ampliaram ainda mais os horizontes, até chegar a compreensão que temos hoje. O Sistema de Chevreul indica o brilho e saturação das cores. Otto Runge, com seu sistema esférico, encontrou harmonias cromáticas. O cientista Thomas Young definiu as três cores primárias aditivas: vermelho, verde e azul.
A teoria das cores, como um todo, afirma que a cor é um fenômeno proveniente da existência da luz. As cores branca e preta não são definidas como cores em si, mas sim como a presença e ausência da luz. Todas a outras cores são provenientes de algum fenômeno específico.

COR-LUZ E COR-PIGMENTO

Pela teoria das cores, podemos definir duas linhas distintas: a cor-luz e a cor-pigmento.
A cor-luz é o feixe de cores que são dispersas por um prisma provenientes de uma emissão de luz solar. A mistura de cores-luz é chamada de cor aditiva, que faz o nosso cérebro captar a cor amarela pela radiação das cores vermelho e verde, por exemplo.
A cor-pigmento é extraída de matérias vegetal, mineral ou animal, por meio de processos industriais, que produzem substâncias utilizadas para similar os fenômenos da cor-luz. Cada pigmento de cor reflete, absorve ou refrata a luz incidente, de maneira que captamos uma cor por todos os seus comprimentos de onda. A cor subtrativa é a junção dos pigmentos que compõe uma cor-pigmento, tendo em vista que estas cores tendem a ficar mais escuras quando misturadas.

CORES DE IMPRESSÃO

Quando tratamos de materiais visuais, as cores têm uma participação muito especial. Seja em impressos ou virtuais, a colorização possui regras e métodos diferenciados de aplicação.

rgb

As cores RGB pertencem ao grupo de cores aditivas, sendo elas Red (vermelho), Green (verde) e Blue (azul). Este sistema de cores luminosas é utilizado em objetos que emitem luz (como monitores de televisão e computadores, câmeras, smartphones, dentre outros), de maneira que não seja utilizado para impressão de materiais.

cores cmyk

As cores CMYK são para impressão de materiais gráficos e contemplam as cores subtrativas Cyan (ciano), Magenta (magenta), Yellow (amarelo) e blacK (preto). Este sistema permite imprimir milhares de cores quando mescladas, porém não conseguimos igualar as cores de um monitor ao de um material impresso. A impressão com a escala de cores CMYK é composta de vários micro pigmentos que são interpretados por uma cor só pelos nossos olhos.

A escala Pantone é um sistema de identificação de cores por uma ordem numérica, desenvolvida em 1963 por Lawrence Herbert, que é utilizada tanto em impressos quanto em tintas, setor têxtil e muito mais. O criador do sistema de cor “Pantone Matching System”, dono fundador da companhia Pantone Inc., acreditava que as cores são interpretadas de formas diferentes por cada pessoa. As cores Pantone, então, auxiliam no processo de impressão de materiais, de maneira que seja criada uma uniformidade entre as cores do monitor e impressão. A escala também permite realizar impressões em cores metalizadas ou fluorescentes, cores especiais que a escala CMYK não abrange e até mesmo em uma marca que necessite ter, obrigatoriamente, a mesma uniformidade de cores.

cores pantone

Postagens recentes